Lesão de Maria Suelen, da categoria acima de 78 kg, desfalca equipe na competição mista do judô nos Jogos Olímpicos


Com Maria Suelen Altheman fora de combate devido à lesão no joelho, o judô brasileiro vai desfalcado neste sábado (31) para a competição por equipes mistas, umas das novidades de Tóquio 2020. Para que o país não saia em desvantagem nos placares, uma possibilidade é que Mayra Aguiar assuma a vaga e aí possa enfrentar atletas cerca de 40 kg mais pesadas.

Maria Suellen, da categoria acima de 78 kg (sem limite de peso), tem 120 kg, segundo uma ficha da CBJ (Confederação Brasileira de Judô). Mayra, a atleta da última categoria antes do peso-pesado, está dentro dos 78 kg. A competição não permite reservas e, por isso, a judoca que foi prata já nestes Jogos Olímpicos seria uma opção. A preocupação, claro, está na saúde de Mayra, que inclusive passou por uma cirurgia no joelho, no último mês de outubro.


A lesão de Maria Suelen aconteceu na segunda luta do torneio no Nippon Budokan. A judoca estaria no caminho da repescagem, mas não pôde lutar por uma torção no joelho esquerdo, que a obrigou a sair carregada do tatame. A CBJ e o COB (Comitê Olímpico do Brasil) confirmaram um exame de imagem para a manhã deste sábado para saber a complexidade da lesão.

“Maria Suelen Altheman sentiu lesão no joelho esquerdo durante o combate de quartas-de-final contra a Romane Dicko e, após avaliação do departamento médico da seleção, não terá condições de lutar a repescagem”, disse um comunicado da confederação de judô.


O Brasil estreia na competição mista nas quartas de final e ainda não tem adversário definido. Os rivais virão de Holanda e Uzbequistão, que também vem desfalcada. Se o país optar por não escalar uma atleta, começa os combates com 1 a 0 no placar.

O judô de equipes mistas é uma novidade neste programa olímpico. As categorias da competição mista são até 57 kg, até 70 kg e acima de 70 kg no feminino; até 73 kg, até 90 kg e sem limite de peso no masculino.