A prisão de Wesley Gabriel, na sexta-feira (5), após sequestro com cativeiro de um gerente de Banco, levou a Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) a desbaratar uma quadrilha do PIX que atuava há meses na região de Osasco.

De acordo com o delegado titular, Igor Guedes, a prisão de outros três integrantes da gangue, ocorrida entre julho e setembro, também contribuiu para o sucesso da operação.

O delegado explica que essa quadrilha atua armada e é violenta com as vítimas. “São pessoas de extrema periculosidade que vinham aterrorizando moradores de Osasco e municípios vizinhos”, disse.

Igor explicou que no inquérito, finalizado recentemente, ele conseguiu identificar 5 crimes cometidos pela gangue dentre roubos, extorsão e receptação. E há indícios de que sejam autores de outros roubos na modalidade sequestro relâmpago para transferência bancária via PIX, por celular.

Eles estariam envolvidos no sequestro, com cativeiro, de um gerente de Banco em Cotia; além da prisão no Jardim Boa Vista, na Capital, de um bandido com revólver 38 carregado, coletes à prova de bala e réplicas de fuzil AR 15. O que liga a gangue possivelmente ao assalto a um hipermercado na Raposo Tavares.

A quadrilha também é suspeita de atuar no roubo de carga roubada e no assalto à residência de um policial militar no Jardim D’Abril.

No vídeo é possível ver o cativeiro usado pela quadrilha para manter o gerente de Banco sequestrado em Cotia e mantido refém no Jardim Bandeiras em Osasco. Ocorrência na qual a polícia conseguiu prender Wesley Gabriel.
Fonte: https://webdiario.com.br/policia-comeca-desmantelar-quadrilha-do-pix-que-age-armada-e-de-forma-violenta-em-osasco/