A Secretaria da Saúde do Estado informou na terça-feira, 4, que o balanço do Centro de Vigilância Epidemiológica (CEV) aponta 86 casos da variante Ômicron no Estado de São Paulo, todos com resultado de sequenciamento genético e investigação epidemiológica.

Segundo reportagem publicada no jornal Estadão, do total, 69 são na capital, que já confirmou transmissão comunitária. Há um caso confirmado em Osasco e nas cidades de Santos, Porto Feliz, Guarulhos, Limeira, São José dos Campos, Ribeirão Preto, Mirassol e Piracicaba. Já no interior há três casos em Araraquara e três em Franca, e dois em Pradópolis.

Conforme a Secretaria, a Ômicron, assim como Alfa, Beta, Gama e Delta, são classificadas como “variantes de atenção” pelas autoridades sanitárias devido à possibilidade de aumento de transmissibilidade ou gravidade da infecção, por exemplo.

Até 30 de dezembro, análises do Instituto Adolfo Lutz e do CVE identificaram três casos autóctones de Beta, 54 de Alfa, 2.917 de Gama e 15.276 de Delta no Estado.

Ainda segundo a Pasta, a confirmação de uma variante ocorre por meio de sequenciamento genético, um instrumento de vigilância e de monitoramento do cenário epidemiológico, que não deve ser confundido com diagnóstico, que tem caráter individual.

“Portanto, não são necessários, do ponto de vista técnico e científico, sequenciamentos individualizados, uma vez confirmada a circulação local da variante”, informou. (fonte: estadão.com.br)